SE - São Cristóvão

São Cristóvão

Cristóvão de Barros chegou na região em 1589 com o objetivo de conquistar o território sergipano. Em 1º de janeiro de 1590, o conquistador venceu uma batalha contra piratas franceses, construiu um forte e fundou uma povoação com o nome de São Cristóvão, que depois seria a primeira capital do Estado de Sergipe, onde foi palco de várias batalhas. Em 1855, São Cristóvão deixa de ser a capital de Sergipe, que foi transferida para Aracaju, cidade criada especificamente para esse fim. A cidade fica localizada a 25 quilômetros de Aracaju, foi tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional desde 1939, desenvolveu-se segundo o modelo urbano português, em dois planos: cidade alta com sede do poder civil e religioso; e cidade baixa com o porto, fábricas e população de baixa renda.

Circulando por São Cristóvão

Chegando em São Cristóvão temos a sensação de estarmos visitando um século passado remoto, a cidade realmente impressiona com o acervo histórico presente. Ela por si própria, conta a história do início da colonização no Brasil.

Prédios e casarios históricos

- Museu Histórico de Sergipe: acervo com peças históricas que pertenceram às famílias nobres da região e ao antigo palácio do Governo no século 19.
- Sobrado do Balcão Corrido: Construído no século XIX, de estilo colonial com forte influência mourisca. Seu balcão é guarnecido por madeira esculpida e decoração em volutas. No térreo funciona atualmente um espaço cultural, para exposição de arte e a sede da Subsecretaria de Estado do Patrimônio Histórico Cultural (SUBPAC). - Sobrado da Antiga Cadeia: Situado na Praça da Matriz, possui estilo colonial e foi construído no início do século XIX. Atualmente é sede da Escola de 2º Grau Deputado Elísio Carmelo.
- Sobrado da Antiga Rua das Flores: Construção do final do século XVII e início do século XVIII. A Rua das Flores, atualmente Rua Messias Prado, 20.
- Sobrado da Rua Castro Alves: Do início do século XVIII, o sobrado é também tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional.
- Santa Casa da Misericórdia (Lar Imaculada Conceição): Com sua construção datada do século XVII, já funcionou como um hospital, hoje abrigando o Lar e Colégio Imaculada Conceição, com projetos de Inclusão Social e, com aproximadamente 10 Unidades Habitacionais para hospedagem de turistas no Centro Histórico.

Praça de São Francisco

A maioria dos monumentos de São Cristóvão está concentrada na Praça São Francisco, centro histórico da cidade. Entre as construções destaca-se a Santa Casa da Misericórdia, belo conjunto barroco construído no século XVII; a Igreja de São Francisco e o Convento de Santa Cruz, datam de 1693; o Museu de Arte Sacra que abriga um acervo considerado o terceiro mais importante do país, instalado no antigo Palácio Provincial. O belo Cruzeiro ornamenta o centro da praça.

Igrejas

- Igreja Matriz Nossa Senhora da Vitória: A mais antiga da cidade, construída no século XVII, conta com um belo altar e a pequena capela do Santíssimo Sacramento. Destruída durante a invasão holandesa, entre 1637 e 1645, precisou ser praticamente reconstruída. Recentemente, passou por um processo de restauração, destando hoje em bom estado de conservação.
- Igreja do Rosário: É uma das menores de São Cristóvão, construída no século XVII, se torna interessante pelos seus detalhes, como o seu altar-mor e os altares laterais. A pia da sacristia e a gruta foram construídaa para que os negros pudessem rezar.
- Igreja e convento da Ordem Terceira do Carmo: Construções do início do século XVII, a Igreja da Ordem Terceira, também conhecida como Igreja do Senhor dos Passos chama atenção em razão dos detalhes de seu altar-mor, das suas pinturas do forro e dos altares secundários. Dentro da igreja, na sala dos milagres, está instalado o museu dos Ex-Votos, que pode ser acessado também através da praça do Carmo. O convento abrigou a famosa Irmã Dulce por 19 meses, entre os anos de 1933 e 1934. Em homenagem a ela foi montada uma sala para visitação. Nos fundos do convento, há, ainda, uma gruta construída em homenagem à Nossa Senhora de Lourdes.
- Igreja Nossa Senhora do Amparo: Construída no século XVIII, com interior bem simples, tem como destaque sua torre, que pode ser avistada em vários pontos da cidade.

Praça da Matriz Getúlio Vargas

Na Praça da Matriz Getúlio Vargas se encontra a beleza arquitetônica da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Vitória e a Casa Paroquial, prédio datado de 1846. A praça também sedia o Poder Municipal, pode ser visto o busto de Getúlio Vargas e o antigo coreto.