RS - Picada Café

Picada Café

Picada Café é sede da Rota Romantica, está distante 90 Km de Porto Alegre e fica na rota de Caxias do Sul e Gramado, há quase cem anos, Picada Café é identificada pelo moinho com roda de ferro, na curva antes de iniciar a subida para Nova Petrópolis. No Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn, além do moinho, é preservado o conjunto da antiga venda, açougue, matadouro e residência da Família Kuhn, bem como a Biblioteca Pública Municipal José Lutzenberger, complexo histórico integrado à área verde do Parque. A região foi, originalmente, ocupada por colonos alemães que chegaram a partir de 1844, dando origem a inúmeros povoados – Joaneta, Jammerthal, Picada Holanda, Kaffeeck, Picada Café, Quatro Cantos e Lichtenthal. Picada Café pertenceu a São Leopoldo, depois a São Sebastião do Caí e Nova Petrópolis. Emancipou-se, deste último, em 1992, com uma área de 83,80 Km², tendo uma população em torno de 5.200 habitantes e uma expectativa de vida superior a 73 anos.

Acesso à cidade

Na rodovia BR-116, podemos visualizar a placa que identifica Picada Café como sede da Rota Romântrica, ao chegarmos na entrada da cidade passamos pelo pórtico, no estilo europeu e nos deparamos com uma cidade pacata e visual bucólico.

Arquitetuta Germânica

Picada Café é marcada pela preservação da arquitetura alemã, ao caminharmos pelas ruas calmas, temos a impressão de estarmos passeando por algum lugar da Europa.

Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn

O Parque é o portal turístico do município, possui espaço ao ar livre, bosque e lago. Tem por acervo histórico vários prédios: o Moinho de mais de 100 anos, que hoje é sede da Rota Romântica e um complexo de prédios composto por: um armazém, residência, cozinha com sala de refeições, um açougue, galpões, estrebarias, chiqueiros e um matadouro. No Parque localiza-se também, a Biblioteca Municipal José Lutzemberger e o prédio de uma antiga funilaria.

Igrejas

Mirante

Para chegar ao mirante de Picada Café, é necessário encarar uma estrada de terra com subida bem íngreme. Não é recomendado subir em dias de chuva. O esforço é compensado ao chegar no topo do morro, a vista é espetacular e o silêncio junto à natureza traz uma sensação muito agrável.

Parada para o lanche

Paradas obrigatórias: na BR-116 estacionar na Tenda do Umbú para um lanche, uma refeição, comprar uma lembrancinha ou mesmo para abastecer o carro. Na mesma rodovia, tem a Ruppenthal Wursthaus (Casa da Linguiça), onde encontramos diversos tipos de linguiças, queijos, vinhos, pães caseiros e muitas guloseimas para levar para casa.