BA - Itacaré

Itacaré

Itacaré é uma pequena cidade localizada na costa sul do estado da Bahia, a 150 km de Salvador e pertence à chamada “Costa do Cacau”, limitando-se com os municípios de Maraú, Aurelino Leal, Ubaitaba, Uruçuca, Ilhéus. Está dentro da faixa de clima tropical, com temperatura média de 27ºC. Possui uma área de aproximadamente 732km² e seu acidente geográfico mais importante é o Rio de Contas.
A população do município é de cerca de 27.000 habitantes, sendo que aproximadamente 50% está concentrada na zona rural. A mistura de raças – entre índios, negros e brancos – que originou o povo brasileiro, pode ser vista nos traços dos nativos da chamada “nação grapiúna”, que é como Jorge Amado chamou, carinhosamente, a gente cativa desta terra.

Circulando por Itacaré

A primeira vista, Itacaré pode parecer com muitas outras pequenas cidades do interior da Bahia, com casas coloridas, ruas de paralelepípedos tortos e infra-estrutura precária, mas o viajante não deve parar nesta primeira impressão. Ao se aprofundar ele encontrará em Itacaré um concentrado de tudo o que faz deste mundo um lugar bonito: lindas praias virgens, natureza exuberante e preservada, pessoas maravilhosas, comida deliciosa, tranqüilidade, e o mais importante, sol e ondas o ano inteiro. Aqui não faltam opções de diversão e lazer para qualquer idade. Pode-se passear de canoa pelo Rio de Contas, tomar banho de cachoeira, pegar ondas em uma duzia de picos diferentes, percorrer um circuito de arvorismo no meio da mata atlântica, fazer Rafting nas corredeiras de Taboquinhas, caminhar de praias em praias pelas trilhas do Costão, ou simplesmente tomar um banho de mar nas praias próximas à cidade.

Praia da Coroinha

A praia da Coroinha é a orla da cidade, com casarios históricos, antigo atracadouro dos barcos que transportavam o cacau. Aqui não é lugar de curtir praia. Serve de porto de pesca, de campo de futebol e jogos de vôlei quando a maré está baixa. É o local preferido dos shows e trios elétricos de carnaval, concentração para as embarcações no Dia de Iemanjá (02 de fevereiro), festas e fogueiras de São João e palco do desfile de 02 de Julho quando se comemora a Independência da Bahia. Não é aconselhada para banhos.

Praia da Concha

A praia da concha fica próxima da cidade de Itacaré, é uma praia urbana, mais movimentada, com bares na orla, vendedores ambulantes e tem até opção de passeio panorâmico de helicóptero.

Praia do Resende

Perto do centro e com pequena estrutura informal, a Praia do Resende fica em uma área de proteção visual com regras rígidas para construções. Por isso a pequena enseada é uma das mais tranqüilas de Itacaré com um gramado ideal para tirar um cochilo e no verão desfrutar de uma relaxante massagem. Com imensos coqueiros, areia branca, piscinas naturais e ondas boas para surfar, por aqui também se reúnem todos os dias praticantes da capoeira para aulas descontraídas e cheias de ginga. O acesso se faz a pé por uma pequena trilha que sai da rua principal (o Caminho das Praias) onde é possível estacionar e tomar caldo de cana.

Cachoeira da Usina e Praia de Jeribucaçu

São 30 minutos de caminhada até a praia em uma trilha bem íngreme. A praia de Jeribucaçu fica situada na área de uma fazenda particular, e surpreende pelo encontro do rio Jeribucaçu com o mar, transformando o local num paraíso tanto para os surfistas quanto para aqueles que preferem um banho de rio em água cristalina com jangadas que levam para um passeio pelo manguezal e terminam na cachoeira da Usina. O acesso se faz a pé por uma trilha que passa pelas terras da fazenda. O início da trilha está situado a 9 km de Itacaré, na rodovia BA-001, a estrada parque que leva a Ilhéus. Na praia tem barracas vendendo água de côco, uma deliciosa tapioca e no verão é possível degustar peixe assado na brasa.

Trilha para as praias do Havaizinho, Gambôa e Engenhoca

Viajando pela Estrada Parque, que liga Itacaré a Ilhéus, encontramos diversos mirantes que nos deixam perplexos com a vista das praias. Esse caminho nos proporciona muitas surpresas agradáveis. Um exemplo é praia do Havaizinho, seu acesso se dá por uma trilha de aproximadamente 20 minutos, ao chegarmos na praia, nos deparamos com uma verdadeira obra de arte, a impressão que temos é que o lugar foi desenhado por um paisagista. Pegando outra trilha para o norte, a partir dessa praia, encontramos outro paraíso perdido chamado Praia da Engenhoca e para o sul Praia da Gambôa, cada uma delas com suas belezas particulares. Para acessar essas praias o carro tem que ficar estacionado na beira da rodovia e o trajeto até a praia só pode ser feito a pé. Até chegar à praia do Havaizinho a paisagem oferece um visual magnifífico, com árvores formando um túnel. No trajeto se ouve o vento, o canto dos pássaros e o barulho de cachoeiras. No sentido norte, entre a praia do Havaizinho e a praia da Engenhoca a trilha é mais longa. Ela segue pelos rochedos, contornando a costa, um visual incrível da amplitude azul do Atlântico.

Praia do Havaizinho - O paraíso é aqui

A praia do Havaizinho é indescritível, só é acessada através de uma longa trilha. Sua beleza é de tirar o fôlego, a impressão que dá ao chegar é que um paisagista se esmerou em cada detalhe, contrastando as cores da vegetação com o mar e o céu.

Praia da Engenhoca

Para se chegar à praia da Engenhoca é necessário percorrer outra trilha para o norte, a partir da praia do Havaizinho, costeando o mar. Essa trilha é mais acidentada, e leva em torno de 40 minutos. Essa praia é mais selvagem, isolada e o mar é mais agitado, preferida pelos surfistas.

Praia da Gambôa

A praia da Gambôa fica pro lado sul da praia do Havaizinho, não é necessário nenhuma trilha, bastam uns 5 minutos de caminhada. Essa praia é cheia de pedras e conforme a maré, se formam piscinas naturais. No meio das pedras encontramos muitos ouriços.